Entenda sua Pele

Entenda tudo sobre as fraquezas e segredos da sua pele!

X
  • A Pele
  • Camadas
  • Funções da Pele
  • Tipos de Pele
  • Pele Acneica
  • Pele Normal
  • Pele Oleosa
A Pele

O tecido epitelial, mais conhecido como pele, é o maior e mais visível órgão do corpo humano, corresponde a 16% do peso corporal. É uma estrutura elástica, ao mesmo tempo flexível e muito resistente, que envolve toda a superfície do corpo. Mais do que um simples invólucro, a pele é um órgão extremamente complexo e responsável por várias funções vitais.
Além de proteger o organismo contra infecções, doenças e outras agressões do ambiente, ela desempenha um papel fundamental no controle da umidade e temperatura do corpo, o que, entre outras coisas, permite que o ser humano se adapte aos mais diversos climas, inclusive os mais inóspitos.
A pele é também um termômetro preciso do estado geral de saúde do organismo, ela reage a fatores internos e externos, tais como alimentação, alterações hormonais, ação do tempo, estresse, variações climáticas, poluição, radiação solar, entre outros.
A combinação desses agentes interfere diretamente no funcionamento e também na aparência da pele. Por isso, para mantê-la sempre saudável e bonita é necessário corrigir e prevenir eventuais desequilíbrios, sejam eles intrínsecos ou extrínsecos.
Para saber como cuidar da sua pele, primeiro é preciso entender um pouco mais sobre suas funções e constituição. Vamos lá?

Camadas
Para cumprir todas as suas funções, a pele conta com três camadas: epiderme, derme e hipoderme.

Epiderme
Trata-se da camada mais superficial, que fica exposta à ação dos agentes externos: sol, poluição, chuva e vento. O equilíbrio de suas funções é o que dá o "aspecto" da pele, por isso precisamos ajudá-la em seus mecanismos de renovação. A epiderme também dá origem aos anexos cutâneos, que são unhas, folículos pilosos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas.
É formada por células epiteliais, os queratinócitos, que são produzidos em sua parte mais inferior (germinativa). À medida que essas células evoluem para a camada mais superficial da epiderme, elas perdem vitalidade até se transformarem nos corneócitos, células sem estruturas nucleares que se distribuem na superfície da pele como um "piso de ladrilhos".
Além dos queratinócitos, a epiderme também tem os melanócitos (que produzem a melanina), as células de Langerhans, importantes para desencadearem as reações imunológicas de defesa, e os corpúsculos de Merkel, cuja função ainda não está bem esclarecida. Outra característica da epiderme é sua constante renovação celular: a vida média de suas células é de 28 dias.
Sobre a epiderme fica situada uma camada emulsionada responsável pela manutenção da hidratação da camada córnea, que é constituída de água, gorduras, ceras, proteínas, aminoácidos e sais secretados por glândulas sebáceas e sudoríparas. Esses elementos formam o Fator Natural de Emoliência, que é mais conhecido como NMF (Natural Moisturizing Factor).

Derme
Trata-se da camada de sustentação da pele. É feita de um tecido conjuntivo, composto de fibras elásticas e colágenas, vasos sanguíneos e linfáticos, além de nervos e terminações nervosas. Da integridade e disposição dessas fibras depende a sustentação, resistência, firmeza, flexibilidade e elasticidade da pele. Os anexos cutâneos também estão situados na derme, assim como os complexos vasculares e nervosos, além de corpúsculos sensitivos.

A junção dermoepidérmica é uma estrutura complexa e sede de diversas reações imunológicas, características de várias doenças, especialmente dermatoses bolhosas.

Hipoderme
É a camada mais profunda da pele. Por isso, também recebe o nome de tecido subcutâneo. Compõe-se de células gordurosas, de fibras elásticas e de uma substância gelatinosa, chamada de gordura subcutânea. Tem como principais funções: reservar energia, dar forma aos contornos corporais (padrão feminino ou masculino) e proteger contra traumas físicos, como batidas e cortes.

Funções da Pele
O tecido epitelial exerce diversas funções no organismo.

Proteção e defesa
A pele atua como uma barreira que nos separa do ambiente, impedindo a invasão e a ação prejudicial de poluentes, radiação solar, substâncias tóxicas, bactérias e vírus, entre muitos outros agentes. O tecido epitelial é rico em queratina, uma proteína que impermeabiliza a pele, regulando assim a perda de água do organismo para que ele não desidrate.

Aderência
As dobras existentes nas articulações facilitam a movimentação, enquanto as linhas que formam as impressões digitais, nos pés e mãos, permitem maior aderência aos objetos e às superfícies.

Percepção sensorial
A função sensorial é a atividade da pele mais lembrada. As diferentes sensações, como o tato, a pressão, o calor, o frio e a dor são possíveis devido às inúmeras terminações nervosas que reconhecem os estímulos externos. É a pele quem recebe as informações do meio e envia para o cérebro, que nos diz como devemos reagir, por exemplo, afastar-se do fogo, agasalhar-se no frio, etc.
Regulação térmica e controle da circulação sanguínea:
A pele é um poderoso isolante térmico. Independentemente do clima ambiente, ela mantém a temperatura do corpo estável a 36º C. Nos dias quentes, para diminuir a temperatura do corpo, o organismo elimina líquido (suor) para resfriar a pele. No frio, o processo é inverso. Para manter o calor e a temperatura interna, ocorre uma vasoconstrição, ou seja, a diminuição do calibre dos vasos sanguíneos, o que reduz o volume de sangue que passa pela pele, evitando uma maior perda de calor do corpo.

Eliminação de substâncias
Para equilibrar seu funcionamento, a pele elimina algumas substâncias, como o sebo, que é produzido pelas glândulas sebáceas da derme. Além de formar uma camada protetora na superfície da pele, o sebo ajuda a eliminar substâncias indesejáveis, e também atua ainda como um lubrificante natural do pelo e dos cabelos, evitando que fiquem quebradiços.

Síntese e reservatório de nutrientes
A pele é responsável pela metabolização de alguns hormônios e da vitamina D, chegando mesmo a ser um reservatório desta vitamina, assim como é também reservatório de gordura.

Tipos de Pele

Aqui você encontra informações especiais sobre a sua pele e os seus cabelos, com a confiabilidade de quem entende do assunto: nossos especialistas em dermatologia.
Quanto ao grau de oleosidade, a pele pode ser normal, seca ou oleosa. Mas, apesar dessa divisão, todas as peles têm uma concentração maior de glândulas sebáceas na zona T do que nas regiões laterais da face. Assim, todas as peles secas são menos secas na região médiofacial, o que também ocorre com as peles normais e oleosas. A pele acneica não corresponde a um tipo especial de pele, e sim uma doença - ou predisposição a ela - própria das pessoas de pele oleosa: a acne.
Cada pessoa tem seu próprio metabolismo, que varia de acordo com a herança genética, os hábitos alimentares, os ambientes em que vive, entre outros fatores. A pele reage a essas condições biológicas e climáticas e se constitui de formas distintas: podendo ser seca, oleosa, normal, acneica, ou sensível.

Veja nos tópicos ao lado mais informações sobre os tipos de pele!

Pele Acneica

A pele acneica é muito oleosa e brilhante. Costuma apresentar áreas inflamadas e com pontos avermelhados, em decorrência da presença de cravos e espinhas. O rosto, o peito e as costas costumam ser as áreas mais afetadas - devido ao número maior de glândulas sebáceas que possuem.
Mais do que um problema estético, os cravos e espinhas normalmente sinalizam um desequilíbrio orgânico e, portanto, exigem cuidados específicos.

Pele Normal

É a pele que todos sonham ter!
Não é para menos, sua aparência é saudável, pois produz gordura na quantidade certa, e apresenta um tônus adequado de elasticidade.
O resultado é uma pele lisa, aveludada e viçosa, com elasticidade e brilho natural, o que torna os poros imperceptíveis. Por estar equilibrada e naturalmente hidratada, ela possui a quantidade ideal de oleosidade. Raramente apresenta espinhas e cravos, nem qualquer sensação de incômodo.

Pele Oleosa

O nome não nega: é a pele que produz maior quantidade de secreções sebáceas e sudoríparas e, por isso, tem aparência espessa, brilhante e úmida. Além disso, os seus poros são visíveis, pois estão sempre dilatados, o que facilita o aparecimento de cravos, principalmente no rosto e cistos em algumas regiões do corpo.
Devido à super atividade das glândulas, esse tipo de pele suporta melhor as ações de agentes externos e resiste mais à ação do tempo.
É importante saber que é comum pessoas com pele oleosa ou normal, terem algumas partes do corpo ressecadas, como os pés, joelhos e cotovelos.

Dúvidas Frequentes

Algumas de suas perguntas já podem ter sido respondidas aqui.

NEUTROGENA® Sun Fresh Protetor Solar FPS 60

NEUTROGENA® Sun Fresh Protetor Solar FPS 60
Pele protegida, hidratada e sequinha
X
Avaliação
NEUTROGENA® Sun Fresh FPS 60
Pele protegida, hidratada e sequinha

Descrição
NEUTROGENA® Sun Fresh Protetor Solar FPS 60 possui fórmula não oleosa e com alto poder de absorção, deixando a pele do rosto e do corpo protegida, hidratada e sequinha. Sua fórmula possui a tecnologia Helioplex®, que proporciona uma solução altamente eficaz contra os raios UVA/UVB. Tem proteção imediata e é resistente à água e ao suor. Previne o envelhecimento precoce e manchas causadas pelo sol.

Indicação
Indicado para todos os tipos de pele, inclusive para peles extremamente sensíveis ao sol.

Modo de usar
Aplique generosamente e uniformemente sobre a pele seca 15 minutos antes de se expor ao sol e sempre que necessário. Reaplique após nadar, secar-se com toalha, suor intenso ou tempo de exposição prolongado ao sol.

Embalagem
NEUTROGENA® Sun Fresh Protetor Solar FPS 60 está disponível em embalagem de 120ml e de 200ml.

Onde comprar:

Onofre

Walmart

Netfarma

Deixe uma avaliação


Avalie esse Produto
O comentário será enviado à moderação.

NEUTROGENA® Sun Fresh

Proteção avançada
com alto poder hidratante.

X
NEUTROGENA® Sun Fresh, proteção avançada com alto poder hidratante.